News

Por dentro da Açotubo:

Blog 20.07.2022

Conheça as operações do setor de logística

Responsável pelos processos de recebimento dos pedidos e entregas, o setor de logística é um dos pilares fundamentais nas operações do Grupo Açotubo para o cumprimento de prazos e no atendimento aos clientes.

Para entender como funciona esta área da empresa, conversamos com Robinson Valezini Furmanski, supervisor de logística, que contou um pouco sobre a rotina de trabalho.

Confira mais uma entrevista da série “Por dentro da Açotubo”:

1. Como funciona o setor de Logística do grupo Açotubo, principalmente, no atendimento a todas as unidades operacionais da empresa? 

Robinson Valezini (RB) – O setor de logística contempla dois pilares, a Distribuição da Frota Própria, que envolve planejamento e roteiro de entrega, e a Expedição, que consiste em coletas da modalidade FOB ou seja, atendimento de clientes que visitam nossa planta para efetuarem suas respectivas coletas. 
 

2. Como é a rotina de trabalho? Quais serviços o setor desenvolve? 

RB – Para compreender o funcionamento podemos separar nas duas áreas de atuação.

Na área de Distribuição, que envolve a frota própria, além do time de motoristas e ajudantes, temos o time de sala composto por: Gestão e Manutenção de Frotas, Roteirista, Monitoramento de Entregas, Monitoramento de Risco.

Na área de Expedição, que envolve a coleta de pedidos por parceiros, além dos conferentes e ponteiros, temos o time de sala que chamamos de atendimento: Cotação de Fretes, Planejamento de Transferências, Cadastros de Motoristas, Pesagem de Caminhões, Lançamento de Pagamentos.   
 

3. Como estão organizados os turnos de trabalho? 

RB – Atuamos em três turnos. A área de expedição funciona das 5h às 21h. Já a distribuição, inicia uma hora antes, ou seja, a rotina de trabalho é das 4h às 21h, de segunda à sexta-feira e temos o time de carregamento das 21 às 6 horas, juntamente com um apoio de sala para montar as rotas.

4. O setor contou com uma série de investimentos recentes, incluindo novas tecnologias. Quais são as principais e como elas têm colaborado para a eficiência dos serviços? (pode descrever um pouco cada uma) 

RB – As tecnologias mais recentes no setor são um incremento no combo da Tracker, que é umrastreador para monitoramento do veículo em tempo real, fortalecendo o gerenciamento de risco e preservando os motoristas, a carga e o veículo.

Incluímos o Comprovei nas operações, que é sistema para registro das entregas em tempo real através da imagem do comprovante que conta com o Service Level Agreement (Acordo de Nível de Serviço), para indicação dos índices de desempenho nas entregas da Frota Própria.

Disponibilizamos, também, o NPS automatizado, metodologia que permite acompanhar o nível de satisfação dos clientes para manutenção da qualidade e eficiência.

5. Como as inovações têm refletido nos prazos (economia de tempo), por exemplo?

RB – Os sistemas têm impacto em todos os processos operacionais do setor, o que permite mantermos a nossa qualidade no atendimento, incluindo o cumprimento de prazos e evitar retrabalho e perda de tempo nas buscas de informações em arquivos de papel.

O nosso painel de pontualidade mostra que de um total de 42.756 pedidos, nosso índice de atraso é muito próximo de zero, 0,4%. Mesmo assim, queremos atingir a nossa meta: 100% de eficácia.

   
6. De que forma as tecnologias impactaram na produção? 

RB – Nossos indicadores de atendimento são números geradores de negócios, saímos de aproximadamente 4000 ton./mês, para algo em torno de 8000 ton./mês com os mesmos recursos. Ou seja, o volume de negócios praticamente dobrou.

7. Hoje, quais habilidades são fundamentais para os profissionais que atuam em logística? 

RB – Acredito que não apenas na área de logística, como em outros setores da empresa, algumas características são fundamentais para o desenvolvimento do trabalho, como comprometimento, bom relacionamento, pró-atividade, estar apto a conhecer novidades e tecnologias e apreciar trabalho em equipe são tão importantes quanto as competências técnicas adquiridas em cursos de formação.

8. Que dicas você daria para os profissionais que já atuam ou, para aqueles que estão iniciando a carreira, se destacarem no setor? 

RB – “Brilho nos olhos” é essencial e reforçar o leque de cursos profissionalizantes, conhecimentos em Excel e domínio do pacote office são muito importantes no inicio.  Para conhecer a atuação de outros setores do Grupo Açotubo, acompanhe os conteúdos desse site e das redes sociais.