Qualidade corporativa: conheça o trabalho do setor na entrevista com o gerente Marcelo Watanabe

13/12/2022 | Produtos e Serviços

Em outubro de 2022, o Grupo Açotubo recebeu a certificação ISO 14001. Uma das áreas responsáveis pela conquista foi o departamento de Sistema de Gestão Corporativa (SGI), fruto da integração do setor de Qualidade Corporativa com o de Meio Ambiente.

No “Por dentro da Açotubo” deste mês, você poderá conhecer um pouco sobre o dia a dia e a importância deste setor que realiza várias ações incluindo o acompanhamento de indicadores de produção e ambientais, emissão de certificados e calibração de equipamentos.

Para saber mais, confira a entrevista abaixo, com Marcelo Watanabe, gerente de Qualidade Corporativa. Boa leitura!

1. Como foi criado o departamento? 

Marcelo Watanabe (MW) – O departamento da qualidade já existia, mas agregamos, recentemente, a gestão da atuação voltada para a preservação e menor impacto ao meio ambiente. A decisão foi estratégica e aconteceu em meados de 2021. Com isso, criamos o departamento de SGI da Açotubo. 

2. Quais ações são desenvolvidas pela área? 

MW – O Departamento de SGI é responsável por todo o gerenciamento da Qualidade e Meio Ambiente do Grupo Açotubo. 

A área abrange todas as operações relacionadas à qualidade de produtos e serviços, além de nossa responsabilidade com o meio ambiente e sustentabilidade da empresa perante à sociedade, clientes, fornecedores, colaboradores e sócios. 

Portanto, temos ações em todos os processos que envolvem essas partes interessadas. 

3. Qual a importância da área em meio à rotina de operações do Grupo? 

MW – Tudo que produzimos e entregamos aos nossos clientes tem impactos de qualidade e ao meio ambiente, portanto nosso trabalho é mudar a cultura dos colaboradores para a realização das tarefas com o máximo de comprometimento nesses aspectos.

Temos que buscar diariamente a melhoria contínua em tudo que fazemos, como por exemplo: reduzir custos, diminuir desperdícios, melhorar performance e atendimento, melhorar a qualidade de nossos produtos e serviços, reduzir consumo de água e as emissões de carbono, melhorar eficiência energética, etc. 

4. Como o departamento se tornou estratégico em termos de políticas de ESG e desenvolvimento de novas iniciativas de mercado do grupo? 

MW – O termo ESG vem de Environmental, Social e Governance (Ambiental, Social e Governança) e o nosso Sistema de Gestão Integrado já tem os processos alinhados com o olhar socioambiental que nos dá uma vantagem competitiva no mercado, que, por sua vez, tem exigido cada vez mais que as empresas tenham políticas voltadas a esse tema. 

5. Como é a jornada de trabalho do departamento?

MW – Basicamente a jornada de trabalho envolve a manutenção do sistema de gestão integrado, que inclui as seguintes atividades: revisão e mapa de processo; revisão e elaboração dos procedimentos; avaliação de fumaça preta; monitoramento dos indicadores operacionais; integração de novos colaboradores; qualificação de fornecedores; realização de auditorias internas; calibração de equipamentos; conscientização dos colaboradores quanto aos processos por meio da política SGI (Sistema de Gestão Integrada); controle e inspeções nos produtos; apoio nos processos fabris e comercial; emissão de certificado do produto e acompanhamento de ensaios.

6. Quantos colaboradores atuam no setor? 

MW – Contamos com 27 profissionais. São 23 na Qualidade e 4 no SGI. 
 

7.Quais são os principais equipamentos/tecnologias utilizadas pelos colaboradores da área? 

MW – O principal equipamento é o braço tridimensional com ponteira de toque e via scanner, que possibilita medições rápidas em 3D. 

8. Quais foram as principais conquistas do departamento? 

MW – Obtivemos a certificação da ISO 14001 e a recertificação da ISO 9001 no início de outubro/2022. Além disso, revisamos todos os procedimentos para adequação de nosso Sistema de Gestão Integrado, implementamos vários programas ambientais, como: coleta seletiva, impermeabilização do piso, utilização de copos biodegradáveis, utilização de energia renovável em filiais, aquisição de scanner 3D no tridimensional, etc. 

9. Quais os principais projetos em desenvolvimento? 

MW – Estamos desenvolvendo um projeto de reaproveitamento de água pluvial, energia fotovoltaica na matriz, revisão de indicadores e procedimentos e criação de nova métrica para indicador de cliente. 

10. Quais serão os próximos projetos? 

MW – No nosso planejamento estão previstos o levantamento de Gases do Efeito Estufa (GEE), desenvolvimento de projetos para redução de emissões de CO2 e de trabalhos de melhoria relacionados aos procedimentos operacionais e sucata; criação de novos indicadores relacionados a emissões, energia renovável e redução de desperdícios; e uma nova sala de metrologia. 

11. Que dicas profissionais você daria para quem pretende atuar na área de qualidade? 

MW – Ter formação superior, buscar qualificação técnica em ferramentas da qualidade e conhecimento em normas, ser proativo, ter bom relacionamento interpessoal e estar aberto à mudanças e novos desafios.  Quer conhecer mais sobre a Açotubo? Siga as redes sociais.