News

Segurança da informação e LGPD são prioridades no Grupo Açotubo

Blog 13.04.2021

Desde 18 de setembro de 2020 as empresas têm se movimentado para garantir a segurança de informações de clientes, fornecedores, parceiros e colaboradores, seguindo a Lei Geral de Proteção de Dados (13.709/2018). E o Grupo Açotubo, claro, está organizado para atendimento de todos os termos.

A empresa faz questão de detalhar o processo de adequação à LGPD, das equipes envolvidas às medidas em andamento, reforçando a transparência que é marca registrada das operações há quase meio século. 

Afinal, o que diz a LGPD?

Em resumo, a Lei regula o uso de dados pessoais, como nome, endereço, RG, CPF e números de telefone por parte das empresas de todos os setores. Agora, as companhias precisam solicitar autorização do titular dos dados e informar para quais finalidades serão utilizados. No site do planalto é possível conferir o texto completo da LGPD, basta clicar aqui.

Medidas para a proteção de dados

Foi feito um mapeamento de todos os setores para entendimento do tipo de informação sensível que cada área tem acesso e estruturado um plano rigoroso de controle, incluindo a revisão dos contratos com fornecedores. Também foram organizados treinamentos com os colaboradores, inclusive para os que não tratam de dados pessoais diretamente, com o objetivo de conscientizar que todos são responsáveis pela proteção de dados. Nesta página do site você encontra as direções para tirar qualquer dúvida sobre LGPD no Grupo Açotubo.

Segurança da Informação também foi reforçada

Mesmo antes do processo de adequação à LGPD, o Grupo Açotubo iniciou uma revisão completa da segurança informação. Uma equipe interna fez um mapeamento de gaps e elaborou um plano de minimização de riscos, incluindo os cerca de 100 funcionários que atualmente, devido à pandemia, trabalham em formato home office. A ação, inclusive, foi destaque em canais de mídia importantes da área de TI, como Security Report , IP News e Baguete Diário.